Brasileiros podem se tornar sócios de banco digital

Oferta Pública Inicial (IPO) do Nubank é aguardada para dezembro. Brasileiros poderão investir por meio de certificados de depósito de valores mobiliários

A informação sobre a abertura de capital do Nubank, maior banco digital do mundo, tem movimentado o mercado financeiro. A Oferta Pública Inicial (IPO) de ações da instituição foi aberta em 9 de dezembro de 2021, na Bolsa de Valores de Nova Iorque (NYSE). No Brasil, os interessados podem investir por meio da aquisição de Brazilian Depositary Receipt (BDR), certificados de depósito de valores mobiliários negociados na B3.

O anúncio sobre a abertura de capital do Nubank foi feito em novembro, quando o banco divulgou um programa de distribuição de “ações” para os clientes brasileiros, intitulado NuSócios. A estratégia despertou curiosidade, afinal, o banco oferecia o que chamou de “pedacinhos” seus aos clientes — um total de 40 milhões no Brasil — grupo formado, sobretudo, por pequenos empreendedores e pessoas que estão edificando suas finanças.

De acordo com o Nubank, o programa é mais do que realidade. “As pessoas que aceitarem seus pedacinhos poderão decidir o que fazer com eles após 12 meses — seja vendê-lo no mercado ou continuar donas dele”, informou o banco em seu blog. “É uma chance de entrar no universo da Bolsa de Valores com a pontinha do pé, sem ter que desembolsar nada por isso. E, a partir daí, entender mais sobre investimentos como um todo.”

Quem pode investir na Bolsa de Valores?

Segundo o Nubank, o ingresso na Bolsa de Valores pretende democratizar essa modalidade de investimento. De fato, ainda existe o mito de que as operações na bolsa são direcionadas apenas aos grandes e experientes investidores.

Por disponibilizar ativos que oferecem maior possibilidade de retorno financeiro e, em contrapartida, são mais arriscados, a Bolsa de Valores ainda é associada apenas aos traders, investidores que atuam no Day Trade, modalidade mais ágil e mais arriscada de investimento.

Tornar-se trader exige tempo. É preciso um conhecimento mais aprofundado sobre o mercado financeiro e há até projetos específicos para a orientação desses investidores, como a plataforma para traders.

No entanto, há outras operações além do Day Trade e variados perfis de investidores na Bolsa de Valores, inclusive os pequenos. Há ativos, como fundos de índice (ETFs), fundos de investimentos imobiliários (FIIs) e as próprias ações com valores acessíveis. A expectativa é que cada BDR do Nubank seja vendido por menos de R$ 8.

Conhecimento do mercado

A democratização de acesso aos investimentos na Bolsa de Valores não descarta a necessidade de conhecer o mercado financeiro. A orientação da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima) é que, antes de realizar qualquer investimento, seja feita uma pesquisa sobre as características dos ativos disponíveis no mercado para reconhecer se são compatíveis com o perfil e os objetivos do investidor.

O Nubank esclarece em seu blog que investir em BDRs envolve risco. “A Bolsa de Valores oscila e, assim como há oportunidades de ganhar dinheiro com seus investimentos, também existe sempre a possibilidade de perder.”

Na avaliação da Anbima, os BDRs são opções de investimento direcionados aos investidores com perfil moderado e arrojado, que priorizam a busca por uma maior lucratividade e estão dispostos a correr mais riscos.

Considerações finais

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe da Experta Media para o Blog Gauchaweb.

Gostou do nosso conteúdo sobre os brasileiros poderem se tornar sócios de banco digital? Então compartilhe ele em suas redes sociais. Se você precisa iniciar um site, blog ou comércio eletrônico, solicite orçamento enviando uma mensagem ou ligue (51) 99537-9296 ( VIVO / Whatsapp ). Siga Gauchaweb no Facebook ou e Gauchaweb no Instagram.

Deixe um comentário